Esportes

COI volta a afirmar que não há necessidade de adiar Tóquio 2020

O COI acreditaque as muitas medidas tomadas por autoridades em todo o mundo ajudarão a conter a situaçãodo virus Covid-19

[COI volta a afirmar que não há necessidade de adiar Tóquio 2020]
Foto : Divulgação

Por Kamille Martinho no dia 17 de Março de 2020 ⋅ 21:30

O Comitê Olímpico Internacional (COI) publicou nota oficial reafirmando que mantém a programação dos Jogos Olímpicos de Tóquio, previstos para começar no dia 24 de julho. A decisão da entidade veio a público na manhã de hoje (17), logo após a Uefa e a Conmebol adiarem as edições deste ano da Eurocopa e Copa América, respectivamente, como forma de combater o avanço da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Ambos os eventos aconteceriam de 12 de junho a 12 de julho.

"A mais de quatro meses dos Jogos, não há necessidade de decisões drásticas nessa fase, e qualquer especulação neste momento seria contraproducente. O COI acredita  que as muitas medidas tomadas por autoridades em todo o mundo ajudarão a conter a situação  do virus Covid-19", diz trecho da nota oficial do COI.

No comunicado, o COI revelou que se reuniu na manhã de hoje (17) com várias federações internacionais para tratar de possíveis mudanças nos critérios de classificação adotados em algumas modalidades já que, nos últimos dias, competições qualificatórias para Tóquio 2020 - programadas para as próximas semanas - foram canceladas por conta da propagação do Covid-19 pelo mundo.

De acordo com o COI, do total de vagas olímpicas, 43% delas ainda não foram preenchidas. Entre as possibilidades de flexibilização dos critérios de classificação dos atletas, seria o posicionamento no ranking mundial e resultados de competições já realizadas. A entidade afirma "incentivar todos os atletas a continuarem se preparando para os Jogos Olímpicos da melhor forma que puderem". 

Notícias relacionadas