Esportes

Morre Sapatão, zagueiro ídolo do Bahia

De acordo com informações recebidas pelo Metro1, o ex-atleta estava na UTI do Hospital da Bahia e respirava com a ajuda de aparelhos após ser diagnosticado com coronavírus

[Morre Sapatão, zagueiro ídolo do Bahia]
Foto : Reprodução/TV Bahia

Por Alexandre Galvão e Matheus Simoni no dia 05 de Junho de 2020 ⋅ 13:15

Ex-zagueiro do Bahia nos anos 70, Élcio Nogueira da Silva, o Sapatão, de 72 anos, morreu hoje (5). Ele fez parte do elenco do tricolor na campanha vitoriosa do campeonato Baiano de 1973 e 1979.

De acordo com informações recebidas pelo Metro1, o ex-atleta estava na UTI do Hospital da Bahia e respirava com a ajuda de aparelhos. 

Sapatão deu entrada no hospital no dia 17 de maio. No último dia 2 de junho, ele foi diagnosticado com coronavírus. Segundo a unidade médica, ele tinha ainda outras comorbidades, como hipertensão arterial, cardiopatia e nefropatia crônica.

Como jogador, Sapatão teve passagens também pelo  Santa Cruz, Flamengo, Fluminense de Feira, Catuense e Capelense-AL. Já como técnico, ganhou destaque por ser campeão da Série B do Baiano dirigindo equipes como Ypiranga em 1990, o São Francisco do Conde em 1996, o Camaçari em 1997 e o Camaçariense em 2003. Ele também foi vice-campeão do Baianão no comando do Juazeiro em 2001.

Em 2015, a Federação Bahiana de Futebol (FBF) homenageou o ex-jogador com o nome do troféu do campeonato da segunda divisão.

Através de uma nota oficial, o Bahia lamentou o falecimento do ex-capitão tricolor e disse que o presidente do clube, Guilherme Bellintani, já prestou todas as condolências à filha Renata. A agremiação providenciou uma bandeira para o seu sepultamento. O clube vinha acompanhando o caso desde a semana retrasada através do gerente de marketing Lênin Franco, amigo da família.

Ao todo, Sapatão disputou 450 jogos e ele marcou 12 gols. Em 224 dessas partidas, o tricolor não tomou gols com o zagueiro em campo.

Notícias relacionadas