Esportes

Especialistas em leitura labial confirmam que Neymar foi chamado de macaco

O Paris Saint-Germain preparou um dossiê para a defesa do atacante e, caso o zagueiro espanhol Álvaro González seja punido, pode ficar fora de até 10 jogos

[Especialistas em leitura labial confirmam que Neymar foi chamado de macaco]
Foto : Reprodução/Instagram

Por Kamille Martinho no dia 21 de Setembro de 2020 ⋅ 10:11

Especialistas em leitura labial confirmaram que Neymar foi alvo de racismo por parte do zagueiro Álvaro González, do Olympique de Marselha. Eles afirmaram que o jogador espanhol direcionou ao atacante brasileiro a palavra "mono" (macaco, em espanhol) durante clássico disputado no último dia 13, em Paris, pelo Campeonato Francês.

"Ele fala a palavra 'mono' em espanhol, no momento em que ele, inclusive, fala e vira a boca. Ali fica claro. A gente não conseguiu, por exemplo, perceber o que ele fala antes de falar a palavra 'mono'. Mas a palavra 'mono' foi um trecho que a gente teve consenso na hora em que estava fazendo o trabalho de leitura labial", disse o tradutor de libras, Felipe Oliver, durante entrevista à TV Globo. Felipe também trabalha para o Instituto Nacional de Educação de Surdos.

Luis Felipe Ramos, que faz parte da Associação de Surdos do Rio de Janeiro, também foi entrevistasdo, além de Mikel Vidal - também tradutor de libras e funcionário do Instituto Nacional de Educação de Surdos -, filho de colombianos e com formação avançada em espanhol.

O Olympique de Marselha defendeu González e afirmou que o espanhol não é racista. Um tio do zagueiro afirmou que a palavra pronunciada foi "bobo" e não "mono", em entrevista na Espanha. O Paris Saint-Germain preparou um dossiê para a defesa do atacante e, caso González seja punido, pode ficar fora de até 10 jogos.

Notícias relacionadas