Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Domingo, 21 de abril de 2024

Home

/

Notícias

/

Internacional

/

Japão pretende reativar sonda desligada para poupar baterias após pouso na Lua

Internacional

Japão pretende reativar sonda desligada para poupar baterias após pouso na Lua

Em publicações no X, a agência espacial japonesa afirmou que as células solares da sonda pararam de funcionar

Japão pretende reativar sonda desligada para poupar baterias após pouso na Lua

Foto: Divulgação/Jaxa

Por: Metro1 no dia 22 de janeiro de 2024 às 15:52

A Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (Jaxa) anunciou nesta segunda-feira (22) que espera reativar a sonda lunar Slim. O equipamento espacial pousou na Lua às 12h20 (horário de Brasília) de sexta-feira (19), mas foi desligado quase 3 horas depois (às 14h57, no horário de Brasília) para poupar suas baterias. A iniciativa tornou o Japão o 5º país a pousar na Lua, além da nação asiática, só os Estados Unidos, a União Soviética, a China e a Índia alcançaram esse marco.

Em publicações no X, a agência espacial japonesa afirmou que as células solares da sonda pararam de funcionar e, por isso, o equipamento está com nível de bateria em 12%. No entanto, há esperanças de que elas voltem a ser ativadas caso haja incidência de luz solar.

A Jaxa também anunciou que a sonda lunar conseguiu coletar informações durante a descida em direção à Lua. “Os dados técnicos e de imagem adquiridos durante o pouso e na superfície lunar foram transmitidos com sucesso”, afirmou.

A agência espacial disse ainda que divulgará o status da Slim e resultados analisados no fim desta semana. O Slim é um módulo de exploração de pequena escala projetado para pousos precisos na superfície da Lua. Além de demonstrar um pouso pontual em um local específico, a missão, apelidada de “Moon Sniper”, tem o objetivo de acelerar o estudo do satélite por meio de um “sistema mais leve”. Os pesquisadores esperam ainda que o Slim possa ser útil em futuras missões em outros planetas.