Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Segunda-feira, 27 de maio de 2024

Home

/

Notícias

/

Internacional

/

Começa nesta segunda-feira audiência de Trump sobre acusações criminais em caso de suborno

Internacional

Começa nesta segunda-feira audiência de Trump sobre acusações criminais em caso de suborno

Segundo o ex-presidente, o julgamento é uma perseguição e que ele afirma que irá lutar por si e pelo país

Começa nesta segunda-feira audiência de Trump sobre acusações criminais em caso de suborno

Foto: Palácio do Planalto/Flickr

Por: Metro1 no dia 15 de abril de 2024 às 12:14

Atualizado: no dia 15 de abril de 2024 às 13:16

O ex-presidente Donald Trump participa, nesta segunda-feira (15), de uma audiência para enfrentar as acusações criminais decorrentes de supóstos pagamentos secretos a uma atriz de filmes pornográficos em 2016, após vencer as eleições presidenciais. 

Ao chegar no tribunal, por volta das 10h30 (horário de Brasília), o ex-presidente afirmou a jornalistas que o julgamento é uma “perseguição” e se tratava de “um ataque à América”. “Ninguém nunca viu nada parecido”, disse ele.

Em sua plataforma de mídia social, Truth Social, Trump publicou, no domingo (14), na véspera de seu julgamento em Nova York, um texto em que dizia que estará lutando por si, “mas, muito mais importante, estará lutando por nosso país”.

“Há apenas quatro anos, eu era um presidente dos EUA muito popular e bem-sucedido, obtendo mais votos do que qualquer presidente em exercício na história. Amanhã de manhã estarei no Tribunal Criminal, diante de um juiz totalmente em conflito, de um promotor corrupto, de um sistema legal CAÓTICO, um Estado sendo invadido por crimes violentos e corrupção, e os capangas do corrupto Joe Biden ‘manipulando o sistema’ contra seu oponente político, EU”, diz o post. 

O ex-presidente dos EUA é acusado de encobrir o pagamento de US$ 130 mil, que supostamente teria sido depositado à atriz pornô Stephanie Clifford — conhecida como Stormy Daniels —, em troca de seu silêncio antes da eleição presidencial de 2016. O objetivo teria sido evitar a divulgação de informações sobre uma relação extraconjugal que ela disse ter tido com Trump uma década antes. Segundo o ex-presidente norte-americano, o dinheiro teria sido pago, na verdade, ao seu ex-advogado, Michael Cohen.

No total, são somadas 34 acusações em curso sobre falsificação de registros comerciais, todas negadas por Trump, que também nega o encontro com Daniels. O caso faz parte de uma das quatro acusações criminais que Trump enfrenta enquanto se prepara para desafiar o presidente democrata Joe Biden na revanche das eleições de 5 de novembro nos EUA.