METROPOLE

Quarta-feira, 12 de maio de 2021

Justiça

Conselho Nacional de Justiça firma parceria contra discriminação racial no Judiciário

Evento foi marcado por homenagens a João Alberto Silveira Freitas, homem negro morto por dois seguranças em mercado de Porto Alegre na noite desta quinta (19)

Conselho Nacional de Justiça firma parceria contra discriminação racial no Judiciário

Foto: Divulgação

Por: Luciana Freire no dia 20 de novembro de 2020 às 20:00

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) firmou hoje (20) uma parceria com a faculdade Zumbi dos Palmares para a definição de políticas que garantam maior presença de negros na Justiça e combatam a discriminação racial no Judiciário.

A parceria entre o CNJ e a faculdade prevê o desenvolvimento de estudos e pesquisas de observação e monitoramento de políticas afirmativas e de cotas raciais nos concursos da magistratura, estágios, órgãos e ambientes da Justiça.

O evento, realizado no Dia da Consciência Negra, foi marcado por homenagens a João Alberto Silveira Freitas, 40 anos – homem negro espancado e morto por dois seguranças em mercado de Porto Alegre na noite de ontem(19).

“Independentemente de versões, o que nos deve nos preocupar é a violência desacerbada, toda violência é desmedida e deve ser banida da nossa sociedade. Mas esse episódio é um triste episódio, exatamente no momento em que nós comemoramos o Dia Nacional da Consciência Negra”, afirmou o presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Luiz Fux, que pediu um minuto de silêncio em memória de João Alberto.

TV METRO

Comentários

Luiz Felipe Pondé

Em 12 de maio de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
Conselho Nacional de Justiça firma parceria contra discriminação racial no Judiciário - Metro 1