Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Justiça

Namorada de empresário que vendeu mansão a Flávio Bolsonaro trabalhou com ministro do STJ

O ministro João Otávio de Noronha votou a favor de recursos que favorecem anulação do caso das "rachadinhas"

[Namorada de empresário que vendeu mansão a Flávio Bolsonaro trabalhou com ministro do STJ]
Foto : Reprodução

Por Adele Robichez no dia 04 de Março de 2021 ⋅ 12:00

O empresário Juscelino Sarkis, que vendeu a mansão de R$ 6 milhões em Brasília ao senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), é namorado da juíza da Justiça de Goiás, Cláudia Silva de Andrade, que já trabalhou com um dos ministros do STJ que votou a favor de recursos que podem anular caso das "rachadinhas". A informação é do Jornal Nacional, da TV Globo.

Cláudia era funcionária do gabinete do ministro João Otávio de Noronha quendo ele era presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Ele foi um dos que votou, na última terça-feira, a favor da anulação da quebra de sigilo fiscal e bancário do filho do presidente Jair Bolsonaro no caso das "rachadinhas", recursos apresentados por advogados à Quinta Turma do STJ. A decisão favorece o desejo da defesa do parlamentar de suprimir a investigação.

Flávio é alvo de um inquérito sobre um suposto esquema de desvio de salários de ex-funcionários do seu antigo gabinete na Assembleia Legislativa do RJ (Alerj). Promotores acreditam que o dinheiro ilícito foi utilizado em transações imobiliárias. A mansão seria o 21º imóvel negociado em 16 anos.

Notícias relacionadas