Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Justiça

Viúva de João Alberto, assassinado por seguranças do Carrefour, recusa proposta de acordo de R$ 1 milhão

Valor proposto pelo mercado é equivalente ao oferecido pela morte do cão Manchinha, morto também por um segurança da mesma franquia em São Paulo em 2018

[Viúva de João Alberto, assassinado por seguranças do Carrefour, recusa proposta de acordo de R$ 1 milhão]
Foto : Reprodução

Por Adele Robichez no dia 02 de Abril de 2021 ⋅ 15:30

A mulher que João Alberto deixou ao ser assassinado por seguranças do supermercado Carrefour em novembro de 2020, Milena Borges Alves, recusou a proposta de acordo no valor de R$ 1 milhão. As informações são do portal UOL.

Segundo a reportagem, os advogados de Milena pretendem pedir entre R$ 10 milhões a 15 milhões de indenização por danos morais e materiais. O valor proposto pelo Carrefour é equivalente ao oferecido pela morte do cão Manchinha, morto também por um segurança da mesma franquia em São Paulo em 2018.

Seis pessoas viraram réus por homicídio triplamente qualificado no caso. Dentre eles, dois seguranças foram presos no dia do acontecimento. 

Notícias relacionadas