Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

Justiça

Justiça determina que Record retire do ar vídeos com falas homofóbicas de Edir Macedo

Emissora ainda pode ser multada em R$ 10 milhões por conta das declarações do bispo

Justiça determina que Record retire do ar vídeos com falas homofóbicas de Edir Macedo

Foto: Reprodução/Redes sociais

Por: Metro1 no dia 01 de dezembro de 2023 às 18:45

A Record precisa retirar do ar, em 24 horas vídeos e comentários homofóbicos feitos pelo bispo Edir Macedo, dono da emissora e líder da Igreja Universal do Reino de Deus, por determinação da Justiça Federal. 

No dia 24 de dezembro de 2022, véspera de natal, foi transmitido um especial em rede nacional no qual Macedo disse que "nascer gay" era "nascer mau". A emissora ainda pode ser multada em R$ 10 milhões por conta das declarações do bispo. A juíza definirá se concorda com a multa em outro julgamento, ainda sem data para acontecer.  

"Você não nasceu mau. Ninguém nasce mau. Ninguém nasce ladrão, ninguém nasce bandido, ninguém homossexual ou lésbica... ninguém nasce mau", disse o líder da igreja. As declarações continuam e Macedo diz que todo mundo nasce perfeito com inocência, mas o mundo faz das pessoas aquilo que elas são quando "aderem ao mundo".

A Aliança Nacional LGBTI+, organização não-governamental que luta por direitos da comunidade LGBTQIA+, entrou com uma queixa crime contra Edir Macedo e a emissora. A defesa da Record afirmou que apenas transmitiu o especial e não poderia ser responsabilizada. Já Edir Macedo, diz que apenas fazia um pensamento, com o intuito de enviar uma mensagem de fé em um período cristão.