Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

Justiça

Sete acusados de sequestrar Marcelinho Carioca e amiga se tornam réus

Do grupo, quatro pessoas foram presas em flagrante e continuam detidas; as outras três são procuradas pela polícia

Sete acusados de sequestrar Marcelinho Carioca e amiga se tornam réus

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Por: Metro1 no dia 06 de fevereiro de 2024 às 08:50

A Justiça de São Paulo tornou réus sete pessoas acusadas de participação no sequestro do ex-jogador Marcelinho Carioca e da amiga dele, Taís Alcântara de Oliveira, em dezembro de 2023.

A decisão foi tomada em janeiro deste ano e divulgada nesta terça-feira (6). Todos os acusados pelo crime tiveram as prisões preventivas decretadas pela Justiça, mas ainda não há data prevista para o julgamento.

Do grupo, quatro pessoas foram presas em flagrante e continuam detidas: Jones Santos Ferreira, Wadson Fernandes Santos, Eliane de Amorim e Thauannata dos Santos. Outros três acusados são procurados pela polícia: Matheus Eduardo Candido Costa, Caio Pereira da Silva e Camily Novais da Silva.

O Ministério Público (MP) denunciou os sete por diversos crimes, como associação criminosa, receptação, roubo, extorsão mediante sequestro e lavagem de dinheiro. O caso é investigado pela Divisão Antissequestro (DAS) da Polícia Civil, que aponta pelo menos dez envolvidos no crime. Por sua vez, a Justiça determinou que a DAS apresente mais provas do envolvimento dessas outras três pessoas investigadas.

Marcelinho ficou desaparecido entre os dias 17 e 18 de dezembro após ser ser sequestrado depois de sair do show do cantor Thiaguinho na Neo Química Arena, em São Paulo. Segundo a polícia, pelo menos R$ 40 mil foram pagos pelo resgate, e uma parte dessa quantia chegou a ser recuperada.