Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

Justiça

Em julgamento, duas mulheres acusam Daniel Alves de apalpá-las na noite em que teria estuprado outra vítima

Mulheres são testemunhas do caso por serem amiga e prima da jovem que acusa o jogador de estupro; julgamento será finalizado na quarta-feira (7)

Em julgamento, duas mulheres acusam Daniel Alves de apalpá-las na noite em que teria estuprado outra vítima

Foto: Reprodução/Getty Imagens

Por: Metro1 no dia 06 de fevereiro de 2024 às 11:10

Atualizado: no dia 06 de fevereiro de 2024 às 11:24

Duas mulheres acusaram o jogador Daniel Alves de apalpá-las na mesma noite em que ele teria estuprado uma mulher em uma boate de Barcelona, no ano de 2022. 

Elas são testemunhas do caso de estupro e deram depoimento no primeiro dia de julgamento de Daniel Alves, nesta segunda-feira (5). As mulheres que acusam o jogador são uma amiga e uma prima da jovem que o acusa de estupro. Nenhuma delas teve o nome divulgado por motivos de segurança. 

Ao decorrer dos depoimentos, elas afirmaram que Daniel Alves flertou com a autora da queixa antes do jogador insistir para que a jovem entrasse com ele por uma porta, onde o crime teria ocorrido.

Daniel Alves está preso há 381 dias em prisão preventiva, desde janeiro de 2023. O julgamento deve acabar na quarta-feira (7), após ouvir 28 testemunhas e a jovem espanhola que acusa o brasileiro, além dele próprio. 

O Ministério Público espanhol pediu, no final do mês de novembro, uma pena de nove anos de prisão para o jogador. A defesa da vítima solicita uma sentença maior, de 12 anos.