Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Domingo, 14 de abril de 2024

Justiça

Relator vota contra cassação do mandato de senador de Sérgio Moro

Se cassado, haverá nova eleição para senador no Paraná

Relator vota contra cassação do mandato de senador de Sérgio Moro

Foto: Isac Nóbrega/PR

Por: Metro1 no dia 02 de abril de 2024 às 10:25

Atualizado: no dia 02 de abril de 2024 às 11:51

O desembargador Luciano Carrasco Falavinha Souza, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná, votou nesta segunda-feira (1º) contra a cassação do senador Sérgio Moro (União-PR), ex-juiz da Operação Lava Jato. A sessão foi suspensa e será retomada nesta quarta-feira (3). 

Faltam os votos de seis juízes. Se for cassado pelo TRE, Moro não deixará o cargo imediatamente porque a defesa poderá recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Caso a eventual cassação seja confirmada pelo TSE, novas eleições serão convocadas no Paraná para preencher a vaga do senador. 

Sérgio Moro está respondendo por duas ações movidas pelo Partido dos Trabalhadores (PT) e pelo Partido Liberal (PL). As acusações são de abuso de poder economico e gastos irregulares durante o período de pre campanha eleitoral em 2022.

Segundo a acusação do Ministério Público Eleitoral (MPE), foram gastos aproximadamente R$2 milhões oriundos do Fundo Partidário com o evento de filiação de Moro ao Podemos e com a contratação de produção de vídeos para promoção pessoal, além de consultorias eleitorais. 
O relator do caso não considerou os valores apontados como ilegais pelas partes do processo. Para o magistrado, os valores são divergentes e não é possível afirmar que foram excessivos.