Justiça

Gamil diz que OAB-BA está contaminada pela ‘política tradicional’

Candidato criticou Luiz Viana por se candidatar a conselheiro federal: “Se tinha contribuição a dar, 21 anos é mais que suficiente”

[Gamil diz que OAB-BA está contaminada pela ‘política tradicional’]
Foto : Mateus Simoni/Metropress

Por Rodrigo Daniel Silva no dia 26 de Setembro de 2018 ⋅ 09:20

Candidato à presidência da seccional baiana da Ordem dos Advogados Brasil, o advogado Gamil Föppel voltou a criticar a atual gestão da entidade comandada por Luiz Viana Queiroz.

Em entrevista à Rádio Metrópole, o criminalista afirmou que a instituição está contaminada pela “política tradicional”.

“Fico espantado como, por vezes, a política tradicional termina contagiando a política de classe. Fico espantando com a quantidade de eventos realizados em ano de eleição”, criticou. 

O oposicionista também condenou o fato de o chefe da OAB-BA querer ser candidato a conselheiro federal na eleição deste ano, uma vez que ele já foi conselheiro estadual e presidente por duas vezes. 

“São 21 anos exercendo cargos em uma instituição que o cargo não é renumerado. Se tinha uma contribuição para dar, 21 anos é mais do que suficiente”, pontuou.

Notícias relacionadas