Justiça

PGR deve cortar cerca de 50 assessores que atuam nas investigações contra políticos

Procurado, o chefe da PGR, Augusto Aras, afirmou que está realizando uma reformulação na estrutura de cargos da PGR para otimizar o funcionamento da instituição

[PGR deve cortar cerca de 50 assessores que atuam nas investigações contra políticos]
Foto : Roberto Jayme/TSE

Por Metro1 no dia 09 de Dezembro de 2019 ⋅ 21:00

A Procuradoria-Geral da República (PGR) propôs cortes de aproximadamente 50 assessores de diversos órgãos de investigação da Procuradoria-Geral da República (PGR), incluindo o grupo de trabalho da Lava Jato e o setor de perícia.

De acordo com o jornal O Globo, ao mesmo tempo, a portaria criou 74 cargos de assessores nos gabinetes dos subprocuradores-gerais da República, topo da hierarquia do Ministério Público Federal (MPF).

Procurado, o chefe da PGR, Augusto Aras, afirmou que está realizando uma reformulação na estrutura de cargos da PGR para otimizar o funcionamento da instituição, mas admitiu a possibilidade de rever cortes em áreas de investigações.

Notícias relacionadas