Justiça

Justiça manda rever todos os financiamentos do Fies e do ProUni da Universidade Brasil nos últimos cinco anos

Objetivo é apurar supostas irregularidades relacionadas à Operação Vagatomia, investigação sobre venda de vagas no curso de Medicina e fraudes no Fies e no ProUni

[Justiça manda rever todos os financiamentos do Fies e do ProUni da Universidade Brasil nos últimos cinco anos]
Foto : Divulgação / SisFies

Por Danielle Campos no dia 15 de Fevereiro de 2020 ⋅ 12:00


O juiz Bruno Valentim Barbosa, da 1.ª Vara Federal de Jales (SP), determinou em caráter liminar que A União e Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (Fnde) reveja todos os financiamentos estudantis – Fies e bolsas do ProUni – concedidos nos últimos cinco anos a alunos e ex-alunos da Universidade Brasil, para apuração de possíveis fraudes.

O objetivo da determinação é apurar supostas irregularidades relacionadas à Operação Vagatomia, investigação sobre venda de vagas no curso de Medicina e fraudes no Fies e no ProUni de até R$ 500 milhões. A apuração deve durar seis meses e, a partir do resultado, o Ministério Público Federal deverá aplicar as 'devidas responsabilizações penais’.

A Procuradoria também pediu que seja enviado à Justiça um relatório circunstanciado apontando o exato montante dos danos, para realização da cobrança dos valores fraudulentamente obtidos em desfavor do aluno/ex-aluno, da Universidade Brasil e Uniesp. A operação realizou na quinta-feira (13) buscas na residência e no escritório do advogado Adib Abdouni, reitor da Brasil, sob suspeita de fazer ameaças a uma delatora. Além disso, já chegou a prender o dono da instituição, José Fernando Pinto da Costa, e o filho dele, em setembro do ano passado.

Notícias relacionadas