Justiça

Aras decreta revisão de investigações sobre Maia paradas há seis meses

Resultado vai determinar se a PGR vai abrir ações penais contra o presidente da Câmara ou pedirá arquivamento dos inquéritos

[Aras decreta revisão de investigações sobre Maia paradas há seis meses]
Foto : Wilson Dias/Agência Brasil

Por Juliana Almirante no dia 18 de Fevereiro de 2020 ⋅ 08:20

O procurador-geral, Augusto Aras, determinou a revisão das investigações que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

De acordo com reportagem da Folha publicada hoje (18), os processos estão há meses parados à espera de que a Procuradoria-Geral da República (PGR) decida oferecer denúncia ou solicitar o arquivamento dos casos.

Aras recebeu de sua antecessora, Raquel Dodge, inquéritos supostamente prontos para oferecimento de denúncia.

O procurador assumiu o cargo em setembro passado, depois de indicação do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). Maia está no seu último ano como presidente da Câmara, em meio a confrontos com o governo federal e críticas a ele feita por apoiadores do presidente. 

Os integrantes da equipe de Aras verificaram inconsistências na acusação contra o deputado. A revisão pode levar meses para ser feita. O resultado vai determinar se a PGR vai abrir ações penais contra Maia ou pedirá ao ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo, o arquivamento dos inquéritos.

Notícias relacionadas