Justiça

Inquérito das fake news: Gilmar diz que é preciso reconhecer a gravidade dos ataques ao STF

Em rede social o ministro compartilhou vídeo de Morais que no plenário leu algumas das ameaças a Corte; Gilmar escreveu que 'homicídio não é liberdade de expressão'

[Inquérito das fake news: Gilmar diz que é preciso reconhecer a gravidade dos ataques ao STF]
Foto : Fellipe Sampaio/SCO/STF

Por Luciana Freire no dia 17 de Junho de 2020 ⋅ 16:20

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, afirmou hoje (17) os ataques contra a corte não são liberdade de expressão e que é preciso reconhecer a gravidade desses ataques. Fala de Mendes endossa a declaração do ministro e relator do inquérito das fake news Alexandre de Moraes.

"Estupro não é liberdade de expressão. Homicídio não é liberdade de expressão.", disse o ministro em rede social.

A declaração foi dada durante a votação pela continuidade e legalidade do inquérito das fake news.

 

 

 

Leia mais:

Inquérito das fake news: Moraes diz que ameaça ao supremo é 'bandidagem'

Notícias relacionadas