Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Mundo

Ministério da Saúde escolheu entrega mais demorada de seringas para vacinação contra Covid

Primeiro orçamento apresentado pela Opas, em setembro de 2020, previa entrega de seringas entre dezembro de 2020 e fevereiro de 2021

[Ministério da Saúde escolheu entrega mais demorada de seringas para vacinação contra Covid ]
Foto : Pixabay

Por Metro1 no dia 12 de Janeiro de 2021 ⋅ 20:00

O Ministério da Saúde optou pela entrega mais demorada de seringas para a vacinação contra a Covid-19 ao fechar um contrato de compra de 40 milhões com a Organização Panamericana de Saúde (Opas), conforme publicação de hoje (12) do jornal "O Globo", que solicitou os dados através da Lei da Acesso à Informação.

O frete por avião previa a entrega de seringas entre dezembro de 2020 e fevereiro de 2021, mas o ministério considerou o preço para a compra e entrega do material e optou por um novo orçamento oferecido pela Opas, que prevê o transporte por navio, com entrega a partir deste mês de janeiro.

De acordo com o governo, o primeiro orçamento apresentado pela Opas, em setembro de 2020, estabelecia um valor total de US$ 4,6 milhões para a compra e entrega das seringas. O governo, no entanto, pediu um novo orçamento, que só foi apresentado pela Opas em dezembro, e o acordo foi fechado pelo valor de US$ 1,3 milhão.

Notícias relacionadas