Quinta-feira, 19 de maio de 2022

Mundo

No aniversário de um ano da invasão do Capitólio, Biden culpa Trump e o chama de ameaça à democracia

Mais de 725 pessoas já foram presas e indiciadas

No aniversário de um ano da invasão do Capitólio, Biden culpa Trump e o chama de ameaça à democracia

Foto: Reprodução/MSNBC

Por: Metro1 no dia 06 de janeiro de 2022 às 16:01

Há exatamente um ano, o Capitólio dos Estados Unidos, sede do Congresso americano em Washington, foi invadido por apoiadores do ex-presidente Donald Trump. Nesta quinta-feira (6), no aniversário do violento ataque, o presidente Joe Biden foi até o prédio e acusou seu antecessor de representar uma ameaça contínua à democracia.

“Pela primeira vez em nossa história, um presidente não apenas perdeu uma eleição, ele tentou impedir a transferência pacífica do poder quando uma multidão violenta violou o Capitólio”, declarou Biden durante sua fala, que durou pouco mais de trinta minutos.

Embora tenha condenado suas ações repetidamente, Biden não citou o nome de Trump durante o discurso, chamando-o apenas de “ex-presidente” em um total de 16 vezes.

Logo após o discurso, Trump reagiu à fala de Biden e divulgou um comunicado em que acusa o presidente americano de "tentar dividir ainda mais a América"

Um ano depois do ataque, mais de 725 pessoas já foram presas e indiciadas, mas o FBI acredita que pelo menos 2 mil estiveram envolvidas, de acordo com a agência France Presse.

No aniversário de um ano da invasão do Capitólio, Biden culpa Trump e o chama de ameaça à democracia - Metro 1