Quarta-feira, 23 de junho de 2021

Mundo

Barack Obama sugere manipulação na escolha do Rio para sede das Olimpíadas

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, questionou as decisões do Comitê Olímpico Internacional (COI) e da Fifa nas escolhas das sedes da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos. Obama chegou a cogitar a suspeita de manipulação no processo que escolheu o Rio de Janeiro como anfitrião das Olimpíadas de 2016. [Leia mais...]

Barack Obama sugere manipulação na escolha do Rio para sede das Olimpíadas

Foto: Kobi Gideon / GPO

Por: Laura Lorenzo no dia 04 de outubro de 2016 às 14:50

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, questionou as decisões do Comitê Olímpico Internacional (COI) e da Fifa nas escolhas das sedes da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos. Obama chegou a cogitar a suspeita de manipulação no processo que escolheu o Rio de Janeiro como anfitrião das Olimpíadas de 2016. Durante a decisão, a cidade brasileira desbancou a americana Chicago. 

“Uma delegação muito bem preparada havia viajado a Copenhague para fazer uma apresentação e (a primeira-dama) Michelle estava com eles.  Recebi uma ligação (…) dizendo que todos pensavam que se eu fosse ao local teríamos boas chances de ganhar e que poderia valer a pena ir e voltar no dia”, explicou Obama em entrevista à revista New York Magazine. 

“Então fui ao local, mas mais tarde entendemos que as decisões do COI são similares às da Fifa: um pouco manipuladas”, acrescentou, Obama, parecendo convencido de que “segundo todos os critérios objetivos, a candidatura americana era a melhor”. Chicago foi a primeira eliminada entre as cidades que disputavam a realização dos Jogos, e os Estados Unidos não sediam uma Olimpíada desde 1996. 

A declaração de Obama ganham algum reforço devido ao caso do ex-presidente da Federação Internacional de Atletismo (IAAF) Lamine Diack, investigado por receber propina em um esquema de votos para decidir as cidades-sedes de 2016 e 2020. Segundo as investigações, há indícios de que Diack recebeu 1,3 milhão de euros da organização japonesa para infleunciar votos para Tóquio, que recebe os jogos em 2020.

Barack Obama sugere manipulação na escolha do Rio para sede das Olimpíadas - Metro 1