Mundo

Bebê identificado como ‘terrorista’ é impedido de embarcar para os EUA

Um bebê britânico de apenas três meses foi convocado pela Embaixada dos Estados Unidos em Londres para uma entrevista, depois que seu avó, por engano, o identificou como um terrorista. Harvey Kenyon-Caims estava se preparando para viajar para Orlando, Flórida, em suas primeiras férias. [Leia mais...]

[Bebê identificado como ‘terrorista’ é impedido de embarcar para os EUA]
Foto : Steve Finn Photography

Por Laura Lorenzo no dia 17 de Abril de 2017 ⋅ 15:00

Um bebê britânico de apenas três meses foi convocado pela Embaixada dos Estados Unidos em Londres para uma entrevista, depois que seu avó, por engano, o identificou como um terrorista. Harvey Kenyon-Caims estava se preparando para viajar para Orlando, Flórida, em suas primeiras férias.

Contudo, ao preencher o formulário para autorização de viagens, o avô da criança, Paul Kenyon, cometeu um erro e marcou “sim” em vez de “não” na parte do questionário eletrônico de visto que pergunta: “você está a procura de se engajar ou já se engajou em atividades terroristas, espionagem, sabotagem ou genocídios?”. Ele só descobriu o erro quando a viagem de seu neto foi negada. A embaixada dos EUA em Londres exigiu a presença do bebê para uma entrevista que levou 10 horas.

\'Eu não pude acreditar que eles não enxergavam que havia sido um erro genuíno e que um bebê de 3 meses não poderia fazer mal a ninguém\', afirmou Kenyon, de 62 anos. Harvey foi levado até a embaixada dos EUA em Londres para um questionário com os oficiais. O erro ainda custou a Kenyon uma multa de £3 mil e o visto não chegou a tempo para os voos da família.

Notícias relacionadas

[Ministro da Fazenda da Argentina deixa cargo]
Mundo

Ministro da Fazenda da Argentina deixa cargo

Por Kamille Martinho no dia 18 de Agosto de 2019 ⋅ 07:30 em Mundo

A renúncia ocorre uma semana após o resultado das eleições primárias que desencadearam uma crise no governo argentino