Mundo

Pelo segundo dia seguido, Sarkozy depõe sob custódia na França

É a primeira vez que o chefe do Estado entre 2007 e 2012 comparece neste sumário aberto em abril de 2013 sobre a base de documentos provenientes do regime de Gaddafi, cuja queda, em 2011, a França participou ativamente com uma intervenção militar. [Leia mais...]

[Pelo segundo dia seguido, Sarkozy depõe sob custódia na França]
Foto : Reprodução / The independent

Por Alexandre Galvão no dia 21 de Março de 2018 ⋅ 09:40

O ex-presidente da França, Nicolas Sarkozy, depõe sob custódia hoje, pelo segundo dia consecutivo, pela suspeita de ter recebido dinheiro do ex-líder da Líbia, Muammar Kaddafi, na campanha eleitoral de 2007, um procedimento que pode levar à acusação formal.

Os veículos de imprensa que estão em frente à Polícia Judiciária de Nanterre afirmaram que Sarkozy, que voltou ontem à noite para casa, chegou ao local antes das 8h (hora local, 4h de Brasília) para iniciar uma nova sessão de interrogatórios.

A polícia, que o convocou ontem pela primeira vez no início da manhã, tem até um máximo de 48 horas para fazer o interrogatório antes de decidir se deve apresentá-lo ao juiz para uma eventual acusação, se deixa o ex-presidente francês em liberdade ou o convoca novamente.

É a primeira vez que o chefe do Estado entre 2007 e 2012 comparece para o sumário aberto em abril de 2013 sobre a base de documentos provenientes do regime de Kaddafi, cuja queda, em 2011, a França participou ativamente com uma intervenção militar.

Também prestou depoimento ontem, mas com um estatuto livre, o ex-ministro do Interior e antigo braço direito de Sarkozy, Brice Hortefeux, que deixou uma mensagem no Twitter em que ele considera que "os detalhes apresentados devem permitir encerrar uma sucessão de erros e mentiras".

Notícias relacionadas