Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Mundo

Reino Unido entra na luta contra sexismo e desigualdade de gênero

As empresas do Reino Unido que não divulgarem a diferença salarial entre funcionários homens e mulheres vão ser multadas a partir de hoje. [Leia mais...]

[Reino Unido entra na luta contra sexismo e desigualdade de gênero]
Foto : Andy Rain/EPA/Agência Lusa

Por Matheus Morais no dia 05 de Abril de 2018 ⋅ 08:20

As empresas do Reino Unido que não divulgarem a diferença salarial entre funcionários de homens e mulheres vão ser multadas a partir de hoje (5). A luta pela igualdade de gênero chegou, também, à instância mais alta do Parlamento britânico.

O Reino Unido tem combatido com mais força a desigualdade de gênero. Em 2018, pela primeira vez, empresas com mais de 250 funcionários vão ter que publicar a variação entre ocupantes nas mesmas funções.

A ex-tenista Martina Navratilova reclamou da TV estatal britânica. Ela disse que a BBC pagou dez vezes mais para John McEnroe do que para ela comentar o torneio de Wimbledon. A rede britânica disse que as funções eram diferentes.

O sexismo por lá é caso de polícia. Cressida Dick é a primeira mulher a chefiar a famosa Scotland Yard. Ela disse que percebe o sexismo dentro da Polícia Metropolitana de Londres. Os subordinados se sentem ameaçados e confusos só porque ela é mulher, e chefe.

Notícias relacionadas

[Terremoto deixa 35 mortos na Indonésia]
Mundo

Terremoto deixa 35 mortos na Indonésia

Por Adele Robichez no dia 15 de Janeiro de 2021 ⋅ 09:05 em Mundo

Além das mortes, o tremor causou ferimentos em dezenas de pessoas e milhares tiveram que sair das suas casas