Mundo

China considera que negociações com EUA são impossíveis

A declarações de Pequim foram feitas depois que o presidente americano, Donald Trump, afirmou ontem que a China deve retirar as barreiras comerciais e que os problemas entre os dois países podem ser resolvidos com negociação. [Leia mais...]

[China considera que negociações com EUA são impossíveis]
Foto : Lintao Zhang/Getty Images

Por Marina Hortélio no dia 09 de Abril de 2018 ⋅ 20:31

A China intensificou hoje (9) os ataques contra o governo dos Estados Unidos. A ação seria, segundo o governo chinês, uma resposta à ameaça de imposição de bilhões de dólares em tarifas. O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Geng Shuang, disse ainda que Washington seria o culpado pela disputa comercial e que é impossível negociar sob as circunstâncias atuais.

A declarações de Pequim foram feitas depois que o presidente americano, Donald Trump, afirmou que a China deve retirar as barreiras comerciais e que os problemas entre os dois países podem ser resolvidos com negociação.

O representante do Ministério das Relações Exteriores da China, Geng Shuang, a postura dos EUA não traduz certeza o que impossibilita a negociação. "Os Estados Unidos, por um lado, têm a ameaça de sanções e, ao mesmo tempo, dizem que estão dispostos a conversar. Não tenho certeza sobre para quem os Estados Unidos estão fazendo esse número", disse Geng, ao ponderar que os atritos comerciais devem-se "inteiramente à provocação dos EUA".

Já o presidente Trump disse, mais cedo, em um post no Twitter, que a relação comercial imposta pela China é estúpida. "Quando um carro é enviado para os Estados Unidos da China, há uma tarifa a ser paga de 2,5%. Quando um carro é enviado para a China dos Estados Unidos, há uma tarifa a ser paga de 25%. Isso soa como comércio livre ou justo? Não, parece COMÉRCIO ESTÚPIDO – acontecendo há anos!", escreveu.

Notícias relacionadas