Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Mundo

Ex-negociador do acordo com Farc é preso por tráfico de drogas

Quatro membros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), atual partido Força Alternativa Revolucionária do Comum, foram presos na Colômbia acusados de ligação ao trafico de drogas para os Estados Unidos. [Leia mais...]

[Ex-negociador do acordo com Farc é preso por tráfico de drogas]
Foto : Reprodução/Twitter

Por Marina Hortélio no dia 10 de Abril de 2018 ⋅ 19:52

Quatro membros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), atual partido Força Alternativa Revolucionária do Comum, foram presos na Colômbiaacusados de ligação ao trafico de drogas para os Estados Unidos, segundo informações divulgadas hoje por promotores de Nova York.

Ainda segundo a Promotoria, um dos acusados é Seusis Hernandez, mais conhecido como Jesus Santrich, um dos negociadores do acordo de paz firmado em 2016 entre a guerrilha e Bogotá. Além de ter atuado por quatro anos no contrato de conciliação, o ex-guerrilheiro também se elegeu há pouco para a Câmara colombiana pela sigla recém-criada pelas Farc.

Os presos são acusados de conspirar para importar cerca de 10 mil quilos de cocaína (avaliados em US$ 320 milhões, ou R$ 1 bilhão) para os Estados Unidos entre junho de 2017 e abril de 2018. De acordo com a Folha, Santrich vai ficar sob custódia da Colômbia até ter o pedido de extradição para território americano formalizado.

O Força Alternativa Revolucionária do Comum, partido das Farc, afirma que a detenção põe em risco o acordo de paz entre a guerrilha e o Estado. \"Trata-se de uma farsa criada para enganar a opinião [pública] colombiana e internacional. A extradição seria uma violação dos acordos, o fracasso do processo de paz\", disse Iván Marquez, futuro senador pela legenda.

Notícias relacionadas