Mundo

Turquia exige que Assad deixe o poder

O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, acusou hoje o regime sírio de usar armas químicas, além de exigir que Bashar al-Assad, ditador que comanda o país, deixe o governo para iniciar um processo político na nação árabe. [Leia mais...]

[Turquia exige que Assad deixe o poder]
Foto : Reprodução/ TV Globo

Por Marina Hortélio no dia 11 de Abril de 2018 ⋅ 19:32

O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, acusou hoje (11) o regime sírio de usar armas químicas, além de exigir que Bashar al-Assad, ditador que comanda o país, deixe o governo para iniciar um processo político na nação árabe.

Ele fez referência ao ataque com armas químicas na localidade de Duma, na Ghouta Oriental, perto de Damasco, capital da Turca, no sábado.

"Não é a primeira vez que usa armas químicas. Matou cerca de um milhão de pessoas com seus bombardeios. É necessário passar para um processo político", disse Cavusoglu durante um discurso. O ministério das Relações Exteriores da Turquia apontou ainda que haviam fortes suspeitas que o ataque tivesse sido realizado pelo regime de Assad.

Diferentemente do chefe da diplomacia turca, o presidente do país, Recep Tayyip Erdogan, foi mais cauteloso e apenas afirmou que os responsáveis "pagarão um alto preço, seja quem for".

Notícias relacionadas