Mundo

Embaixador russo alerta que ataques na Síria deixarão consequências

O embaixador russo nos Estados Unidos, Anatoli Antónov, alertou que o ataque realizado pelos EUA em conjunto com a França e o Reino Unido deixarão consequências. \"Insultar o presidente da Rússia é inaceitável e inadmissível. Os EUA - o detentor do maior arsenal de armas químicas - não têm o direito moral de culpar outros países\", afirmou o porta-voz. [Leia mais...]

[Embaixador russo alerta que ataques na Síria deixarão consequências]
Foto : Reprodução/Twitter/arturaskerelis

Por Matheus Simoni no dia 13 de Abril de 2018 ⋅ 23:46

O embaixador russo nos Estados Unidos, Anatoli Antónov, alertou que o ataque realizado pelos EUA em conjunto com a França e o Reino Unido deixarão consequências. \"Insultar o presidente da Rússia é inaceitável e inadmissível. Os EUA - o detentor do maior arsenal de armas químicas - não têm o direito moral de culpar outros países\", afirmou o porta-voz. \"Essas ações não serão deixadas sem consequências. Toda a responsabilidade por elas cabem a Washington, Londres e Paris\", declarou.

O Pentágono não avisou a Rússia que atacaria bases militares sírias em bombardeios na noite de hoje (13), em Damasco, na Síria. A informação foi confirmada em pronunciamento do secretário de defesa dos Estados Unidos, general Jim Mattis, que afirmou que foram atingidos três alvos: um centro de pesquisa e produção de armas químicas e biológicas em Damasco, um armazém de armas químicas a leste de Damasco – em que os EUA acreditam estavam que estoques de gás sarin – e outra instalação vizinha.

O sistema de defesa sírio respondeu e derrubou 13 mísseis lançados contra a capital. \"Enviamos uma mensagem clara\", disse Mattis sobre os ataques ordenados pelo presidente Donald Trump contra os alvos na Síria. Forças britânicas e francesas também participaram da ofensiva. A Rússia é um dos países aliados do regime sírio do ditador Bashar al-Assad.

Notícias relacionadas