Mundo

Com medo de perder influência, China envia representante à Coreia do Norte

Aliada da Coreia do Norte, a China enviou o ministro das Relações Exteriores,Wang Yi, para a capital norte-coreana, Pyongyang. A aproximação entre as Coreias do Norte e do Sul e com os EUA preocupa o país comunista

[Com medo de perder influência, China envia representante à Coreia do Norte]
Foto : Sputnik/Iliya Pitalev

Por Metro1 no dia 03 de Maio de 2018 ⋅ 21:30

Para não perder a influência com a Coreia do Norte, que está em um processo de aproximação com os seus "inimigos", Coreia do Sul e os Estados Unidos, a China enviou Wang Yi, ministro das Relações Exteriores, para a capital Pyongyang, onde ficou por dois dias para se reunir com o líder do país, Kim Jong-un. As informações são do jornal The New York Times.

Apesar de a China manter uma vantagem econômica, a nova estratégia de aproximação da Coreia do Norte preocupa o país comunista. Inclusive, segundo alguns especialistas chineses, uma das tarefas de Wang era tentar impedir que Kim se incline para os EUA sob a presidência de Donald Trump. Esta é a primeira vez em 11 anos que o ministro das Relações Exteriores chinês visita a nação comandada pelo ditador Kim Jong-un.

Segundo Xia Yafeng, historiador chinês na Universidade de Long Island (EUA), a visita de Wang pode ter servido para relembrar o Norte que a China apoiou o país durante os últimos seis anos, desde que Kim chegou ao poder. De acordo com o presidente Donald Trump, a reunião entre os EUA e o ditador norte-coreano deve ocorrer na Zona Desmilitarizada (DMZ) na fronteira entre as duas Coreias.

Notícias relacionadas