Mundo

Fundador do Wikileaks diz que Equador quer encerrar seu asilo político e entregá-lo aos EUA

Julian Assange cumpre ordem de detenção na embaixada equatoriana em Londres

[Fundador do Wikileaks diz que Equador quer encerrar seu asilo político e entregá-lo aos EUA]
Foto : AP Photo / Frank Augstein

Por Lara Ferreira no dia 29 de Outubro de 2018 ⋅ 19:40

O fundador do Wikileaks, o australiano Julian Assange, disse hoje (29) que o Equador quer encerrar seu asilo político na embaixada do país em Londres e entregá-lo para o governo dos Estados Unidos. 

De acordo com o chanceler do país, o Equador não pode fazer “milagres” para solucionar a situação de Assange. “Não podemos fazer milagres e o assunto depende de outros países. Esses países têm que se pronunciar”, falou o diplomata, entre entrevista ao canal nacional Ecuavisa.

A justiça do Reino Unido mantém a ordem de detenção contra o fundador da Wikileaks por não cumprir as obrigações de liberdade condicional enquanto era acusado de supostos delitos sexuais cometidos na Suécia. 

Ainda que acusação não tenha sido comprovada, Assange teme ser extraditado aos EUA por ter divulgado milhares de documentos oficiais americanos secretos por meio do Wikileaks.

Notícias relacionadas