Sexta-feira, 30 de julho de 2021

Mundo

Ordem para matar jornalista saudita veio ‘dos mais altos níveis’, diz presidente da Turquia

Recep Tayyip Erdogan descarta envolvimento do rei Salman no crime

Ordem para matar jornalista saudita veio ‘dos mais altos níveis’, diz presidente da Turquia

Foto: AFP archive

Por: Lara Ferreira no dia 03 de novembro de 2018 às 09:00

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan declarou ontem (2), em artigo publicado no jornal The Washington Post, que a ordem para assassinar o jornalista saudita Jamal Khashoggi veio dos “mais  altos níveis” do governo em Riad.

"Sabemos que os executores estão entre os 18 suspeitos detidos na Arábia Saudita, e também sabemos que estes indivíduos vieram (à Turquia) para cumprir uma ordem: matem Khashoggi e partam", afirmou. 

"Finalmente, sabemos que a ordem para matar Khashoggi veio dos mais altos níveis do governo saudita", completou.

Apesar da afirmação, Erdogan descartou envolvimento do rei Salman no crime. "Gostaria de enfatizar que Turquia e Arábia Saudita têm relações amistosas e não acredito, por um só segundo, que o rei Salman, guardião das santas mesquitas, ordenou o golpe contra Khashoggi".

Jamal Khashoggi foi assassinado em Istambul, no dia 2 de outubro, dentro do consulado da Arábia Saudita, onde foi tratar dos papéis para seu casamento com sua noiva turca.

Ordem para matar jornalista saudita veio ‘dos mais altos níveis’, diz presidente da Turquia - Metro 1