Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Mundo

Trump assina ordem imigratória que impedirá imigrantes ilegais de pedir asilo

O projeto deve ser rapidamente contestado na Justiça

[Trump assina ordem imigratória que impedirá imigrantes ilegais de pedir asilo]
Foto : Joyce N. Boghosian/The White House

Por Marina Hortélio no dia 09 de Novembro de 2018 ⋅ 15:00

O presidente americano, Donald Trump, afirmou hoje (9) que ele assinou uma proclamação de imigração, um decreto que vai ajudar a banir efetivamente os imigrantes que entram nos EUA pela fronteira com o México ilegalmente de serem aptos ao pedido de asilo.

As novas regras para imigração foram reveladas ontem (8), elas limitam acentualmente os pedidos de asilo ao barrar indivíduos que cruzam a fronteira sul dos EUA ilegalmente com a intenção de pedir refúgio. "As pessoas têm de entrar nos EUA pelos pontos de entrada", afirmou Trump.

O plano invoca a mesma autoridade usada por Trump para justificar a proibição de acesso ao país para cidadãos de países com maioria muçulmana. Entretanto, o projeto deve ser rapidamente contestado na Justiça.

Notícias relacionadas

[Trump deixa Casa Branca]
Mundo

Trump deixa Casa Branca

Por Adele Robichez no dia 20 de Janeiro de 2021 ⋅ 12:49 em Mundo

Presidente dos EUA não irá à posse de Joe Biden

[Biden anuncia primeiras medidas do governo]
Mundo

Biden anuncia primeiras medidas do governo

Por Adele Robichez no dia 20 de Janeiro de 2021 ⋅ 12:30 em Mundo

Presidente eleito dos EUA informa retorno à OMS, ao Acordo de Paris e interrupção da construção do muro na fronteira com o México

[Posse de Biden terá segurança reforçada]
Mundo

Posse de Biden terá segurança reforçada

Por Adele Robichez no dia 20 de Janeiro de 2021 ⋅ 07:17 em Mundo

Isso acontece após o ataque ao Capitólio por apoiadores de Trump durante a sessão de confirmação da vitória do democrata nas eleições