Mundo

Secretária de imprensa da Casa Branca é acusada de compartilhar vídeo manipulado

Vídeo mostra um repórter da CNN afastando de forma agressiva uma assessora que tentava tirar o microfone de sua mão durante uma entrevista coletiva

[Secretária de imprensa da Casa Branca é acusada de compartilhar vídeo manipulado]
Foto : Reprodução/Arquivo/Getty Images

Por Marina Hortélio no dia 09 de Novembro de 2018 ⋅ 20:00

A administração Trump foi criticada por ter compartilhado um vídeo supostamente manipulado que mostra o repórter da CNN Jim Acosta afastando de forma agressiva uma assessora que tentava tirar o microfone de sua mão durante uma entrevista coletiva. As imagens foram redistribuídas pela secretária de imprensa da Casa Branca, Sarah Sanders.

Na última quarta-feira (7), durante a primeira entrevista coletiva de Trump após as eleições legislativas nos EUA, o mandatário e o repórter se desentenderam. 

Após o episódio, Acosta teve a credencial de acesso à Casa Branca suspensa. Para justificar a medida, Sanders afirmou que a administração nunca iria "tolerar um repórter colocando as suas mãos em uma jovem mulher que só tentava fazer o seu trabalho como estagiária da Casa Branca."

A gravação foi publicada originalmente pelo portal de notícias InfoWars, que promove teorias da conspiração e conteúdo de extrema direita. O editor do vídeo negou, porém, ter alterada as imagens, apesar de ter admitido que a gravação foi feita a partir de um gif publicado por outro veículo e que as imagens podem parecer "um pouquinho diferentes".

Notícias relacionadas