Mundo

Assessor de Trump divulga novas sanções contra Banco Central da Venezuela

John Bolton afirmou que haverá "restrições de transações dos Estados Unidos ao Banco Central da Venezuela", o que, segundo ele, proibirá "o acesso aos dólares"

[Assessor de Trump divulga novas sanções contra Banco Central da Venezuela]
Foto : Gage Skidmore

Por Daniel Brito no dia 17 de Abril de 2019 ⋅ 18:20

O assessor de segurança nacional do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, John Bolton, afirmou hoje (17), durante um almoço em Miami com integrantes do exílio cubano, que o governo americano vai impor novas sanções contra o Banco Central da Venezuela. Ele classificou a entidade como responsável por manter no poder o ditador Nicolás Maduro.

Na ocasião, Bolton afirmou que haverá "restrições de transações dos Estados Unidos ao Banco Central da Venezuela", o que, segundo ele, proibirá "o acesso aos dólares". "[O Banco] foi essencial para manter Maduro no poder, inclusive através do seu controle da transferência de ouro por moeda", declarou.

De acordo com o assessor, o governo americano vai usar sua "máxima capacidade para pressionar Maduro e garantir que seus amigos [em uma referência a Cuba] já não roubem o que legitimamente pertence ao povo da Venezuela".

 

Notícias relacionadas