Mundo

Brasil autoriza asilo a 25 militares venezuelanos em embaixada

O pedido de asilo dos militares ocorre em meio a um confronto entre apoiadores do ditador Nicolás Maduro e seus opositores nas ruas de Caracas. 

[Brasil autoriza asilo a 25 militares venezuelanos em embaixada]
Foto : Matias Delacroix / AFP

Por Aline Reis no dia 01 de Maio de 2019 ⋅ 08:00

O presidente Jair Bolsonaro atendeu a pedido de asilo político de 25 militares venezuelanos na embaixada do Brasil na Venezuela. A informação foi confirmada à Folha de S.Paulo pelo porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros.

O pedido de asilo dos militares ocorre em meio a um confronto entre apoiadores do ditador Nicolás Maduro e seus opositores nas ruas de Caracas. 

Na madrugada de ontem (30), os líderes da oposição Juan Guaidó e Leopoldo López deram início a uma ação para tentar derrubar o regime de Maduro.

López, que estava em prisão domiciliar, foi para a rua ao lado de Guaidó. Ambos se dirigiram para a base aérea de La Carlota, em Caracas, onde anunciaram o apoio de militares dissidentes e convocaram a população a se juntar a eles.

Maduro, no entanto, disse que as Forças Armadas do país seguem leais a ele e convocou uma manifestação popular em apoio a seu governo.

O presidente Jair Bolsonaro fez diversas manifestações de apoio à derrubada do governo venezuelano.

Por meio de uma nota, o presidente encorajou países a apoiarem o movimento para retirar Maduro do cargo. O Palácio do Planalto divulgou uma nota encorajando apoio de dirigentes dos países a Guaidó, líder da Assembleia Nacional autoproclamado presidente interino da Venezuela. 

Notícias relacionadas