Mundo

Ex-prefeito de Caracas diz que Brasil precisa assumir 'responsabilidades'

Opositor pede "ingerência comunitária" em seu país

[Ex-prefeito de Caracas diz que Brasil precisa assumir 'responsabilidades']
Foto : Tore Sætre / Wikimedia

Por Catarina Lopes no dia 02 de Maio de 2019 ⋅ 16:40

Um dos principais opositores venezuelanos e ex-prefeito de Caracas, Antonio Ledezma alerta que o Brasil está sendo impactado por organizações criminosas que encontram na Venezuela um terreno seguro, e que o futuro da estabilidade no hemisfério depende do que vai ocorrer no país. Em entrevista ao site UOL, afirmou ser necessário "mais que um ato de solidariedade, um ato de responsabilidade por parte do governo do Brasil".

No início do ano, ele esteve em Brasília para encontros com o governo de Jair Bolsonaro. O ex-prefeito avalia que Colômbia, EUA e Equador também precisam agir, além do Brasil, para evitar que a Venezuela vire "uma plataforma do narcotráfico e de criminosos".

Ledezma foi afastado da prefeitura de Caracas em 2015 e preso, sob alegação de ter tentado organizar um golpe contra Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, sendo transferido para a prisão domiciliar e escapando em novembro de 2017.

Notícias relacionadas