Mundo

Papa critica diagnóstico pré-natal e aborto por má formação do feto

O papa acrescenta que o pré-natal com fins seletivos 'é a expressão de uma mentalidade desumana de eugenia, que priva as famílias da possibilidade de acolher, abraçar e amar seus filhos mais frágeis"

[Papa critica diagnóstico pré-natal e aborto por má formação do feto]
Foto : Vaticano Media/Divulgação

Por Kamille Martinho no dia 26 de Maio de 2019 ⋅ 16:00

O Papa Francisco criticou ontem (25) o "diagnóstico pré-natal", exames que antecipam doenças no feto e opinou que, para esses casos, o aborto não é a solução.

"O medo e a hostilidade relativos à deficiência levam com frequência à escolha do aborto, configurando-o como uma prática de prevenção. [...] O aborto nunca é a resposta que as mulheres e as famílias procuram", disse o pontífice em congresso internacional no Vaticano.

O papa acrescenta que "a utilização do diagnóstico pré-natal com fins seletivos deve ser desencorajada porque é a expressão de uma mentalidade desumana de eugenia, que priva as famílias da possibilidade de acolher, abraçar e amar seus filhos mais frágeis".

Notícias relacionadas