Mundo

Preços do petróleo disparam após ataques a estatal na Arábia Saudita

Cotação do barril disparou quase 20% na abertura do mercado em Londres

[Preços do petróleo disparam após ataques a estatal na Arábia Saudita]
Foto : Reprodução / TV Globo

Por Metro1 no dia 16 de Setembro de 2019 ⋅ 08:20

O preço do petróleo disparou hoje (16) em Londres, após os ataques ocorridos no final de semana contra instalações da petroleira estatal Aramco, na Arábia Saudita, que fizeram com que a produção do maior exportador mundial fosse reduzida à metade.

Às 9h30 GMT (6h30 de Brasília), o barril de Brent do Mar do Norte, referência na Europa, para entrega em novembro registrava alta de 9,52% na comparação com sexta-feira, sendo negociado a US$ 65,97 no Intercontinental Exchange (ICE) de Londres. Ao mesmo tempo, o barril de "light sweet crude" (WTI) para o contrato de outubro subia 8,71%, a US$ 59,63, no New York Mercantile Exchange (Nymex).

A cotação do barril disparou quase 20% na abertura do mercado em Londres, a maior alta em uma sessão desde a guerra do Golfo em 1991, segundo a agência France Presse.

Os ataques de drones, ocorridos no sábado (14), provocaram incêndios na unidade saudita de Abqaiq, a maior do mundo dedicada ao processamento de petróleo, e na instalação de Khurais, provocando a redução da produção da petroleira em cerca de 5,7 milhões de barris, o que corresponde a mais de 5% do suprimento global de petróleo.

Notícias relacionadas