Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Mundo

Índice de reprovação de Sebastián Piñera alcança 78%

Já a aprovação de Piñera chegou a apenas 14%

[Índice de reprovação de Sebastián Piñera alcança 78%]
Foto : Ministerio Agricultura Chile

Por Juliana Almirante no dia 28 de Outubro de 2019 ⋅ 08:20

O índice de reprovação do governo do presidente do Chile, Sebastián Piñera, atingiu recorde depois da onda de protestos registrada no país, que começou com atos contra o aumento no valor da passagem do metrô.

De acordo com a Veja, pesquisa realizada entre 23 e 24 de outubro aponta que 78% estão insatisfeitos com a gestão do mandatário.

Já a aprovação de Piñera chegou a apenas 14%. O percentual é o mais baixo para um presidente desde que o país saiu da ditadura. A pesquisa foi feito pelo instituto de análises Cadem.

A “má gestão dos protestos” e “má administração em geral” foram as principais motivos apresentados pelos entrevistados para o descontentamento. Os resultados ainda mostram rejeição às medidas anunciadas pelo presidente durante a semana, na tentativa de conter a crise, mas sem efeito, já que os protestos continuaram.

No sábado (26), o presidente chileno anunciou que pediu para que seus ministros colocassem os cargos à disposição, a fim de reformular o gabinete. “Estamos em uma nova realidade, o Chile é diferente do que tínhamos há uma semana”, disse.

A última pesquisa sobre os índices de aprovação de Piñera havia sido feita em 18 de outubro, quando o presidente tinha 29% de aprovação e 58% de reprovação.

Notícias relacionadas