Mundo

Presidentes do Chile e da Bolívia afirmam que não vão renunciar

Ambos têm enfrentado manifestações contrárias a seus governos

[Presidentes do Chile e da Bolívia afirmam que não vão renunciar]
Foto : Ministerio Agricultura Chile

Por Kamille Martinho no dia 06 de Novembro de 2019 ⋅ 17:00

Os presidentes do Chile, Sebastián Piñera, e da Bolívia, Evo Morales, têm enfrentado manifestações contrárias a seus governos e vêm sendo pressionados a renunciar. Entretanto, ambos já afirmaram que não pretendem deixar seus cargos.

Os protestos começaram no dia 17 de outubro no Chile, após o aumento do preço das passagens do metrô, pelo governo de Piñera. “Seguramente chegarei ao fim do meu governo. Fui eleito democraticamente por uma grande maioria de chilenos”, disse ontem (5), em entrevista à BBC.

Na Bolívia, Morales enfrenta manifestações desde 21 de outubro, dia seguinte às eleições gerais. “Que renúncia? Aqui vamos cumprir a Constituição Política do Estado e fazer cumprir o voto do povo boliviano. O grande problema que alguns grupos têm é que eles não aceitam o voto do movimento indígena”, afirmou.

Notícias relacionadas