Mundo

Secretário-geral da OEA diz que Evo Morales deu um autogolpe

De acordo com ele, o verdadeiro golpe ocorreu nas eleições, e a renúncia de Morales foi consequência disso

[Secretário-geral da OEA diz que Evo Morales deu um autogolpe]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Metro1 no dia 13 de Novembro de 2019 ⋅ 19:00

O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, declarou que a saída de Evo Morales da presidência da Bolívia foi resultado de um autogolpe.

"Houve um golpe de Estado na Bolívia. Ocorreu no dia 20 de outubro, quando se cometeu fraude eleitoral, que tinha como resultado a vitória do ex-presidente Evo Morales em primeiro turno. O tribunal eleitoral, ao anunciar a vitória em primeiro turno, pretendia perpetuá-lo no poder de forma ilegítima e inconstitucional. Era se manter no poder de uma das piores formas, roubando uma eleição", afirmou Almagro durante reunião do Conselho Permanente ontem (12).

"Quem está a favor dessa forma de autogolpe? Isso, sim, é voltar às piores épocas do Hemisfério. Isso, sim, é absolutamente condenável e inadmissível. A vergonha não é da OEA, que descobriu uma fraude eleitoral, é daqueles que o cometeram" explicou o secretário-geral.

A divulgação do relatório da OEA que apontava irregularidade nas eleições foi um dos principais detonadores da crise na Bolívia. Evo Morales, após sua renúncia, recebeu asilo político no México, onde está desde ontem (12). A senadora Jeanine Áñez se autoproclamou presidente interina do país em uma reunião sem quórum.

Notícias relacionadas

['Uma piada', diz Trump sobre relatório de impeachment]
Mundo

'Uma piada', diz Trump sobre relatório de impeachment

Por Kamille Martinho no dia 04 de Dezembro de 2019 ⋅ 22:00 em Mundo

A investigação para abrir um processo de impeachment contra Trump entrou hoje (4) em uma nova fase com a aprovação do relatório que servirá como base para uma eventual ac...