Quinta-feira, 05 de agosto de 2021

Mundo

Macri faz balanço de governo cinco dias antes de deixar presidência

Presidente argentino declarou que houve maior valorização das instituições

Macri faz balanço de governo cinco dias antes de deixar presidência

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por: Catarina Lopes no dia 06 de dezembro de 2019 às 20:30

O presidente argentino Mauricio Macri fez um pronunciamento na noite de ontem (5), cinco dias antes de passar o cargo para o peronista Alberto Fernández, fazendo um balanço de sua administração e afirmando que houve maior valorização das instituições do país. Macri perdeu a disputa para Fernández, que tem como vice a ex-presidente e senadora Cristina Kirchner.

"Houve muitos aspectos que não conseguimos resolver, mas valorizamos nossas instituições. Nossa imprensa é mais livre e nossa justiça é mais independente. Estamos mais seguros perante o narcotráfico. A política é mais decente. É a primeira vez que um governo não peronista termina seu mandato. Essa não é uma conquista do presidente, mas de todos os argentinos. É um avanço de nossa democracia. Especialmente em um contexto tão delicado para a Argentina", disse Macri.

Ele se posicionou de forma insatisfeita com seus resultados em relação à inflação e pobreza. Neste ano, a previsão de inflação para a Argentina é de 55% e 40% da população vive na pobreza. "No meio deste ano, parecia que estávamos fazendo a curva. A economia estava começando a acordar. Mas vieram os resultados das Paso (eleições primárias, que servem como uma grande pesquisa nacional, para definir os candidatos habilitados a participarem das eleições gerais). O medo do futuro e a falta de um sólido esquema macroeconômico nos empurraram para trás", afirmou.

"Nos próximos dias, outro presidente assume e outra etapa começa. Faço isso (o pronunciamento e a divulgação de dados estatísticos) porque sei como a falta de informação dificulta e eu nunca faria nada para dificultar para o novo governo. Argentinos, vou acompanhá-los do lado da oposição. Continuaremos juntos com uma presença sólida no Congresso", concluiu Macri.

Macri faz balanço de governo cinco dias antes de deixar presidência - Metro 1