Mundo

Piñera anuncia plano de recuperação ocular após protestos no Chile

Presidente chileno reconheceu violações de direitos humanos em repressão policial

[Piñera anuncia plano de recuperação ocular após protestos no Chile]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Catarina Lopes no dia 10 de Dezembro de 2019 ⋅ 20:00

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, anunciou hoje (10) medidas de reparação para as vítimas de repressão policial durante protestos no Chile, assim como revisão de protocolos policiais. Piñera reconheceu que houve violações de direitos humanos nas últimas sete semanas de protestos no país.

“Nos últimos 52 dias, conhecemos muitos casos e denúncias de violações aos direitos humanos, e cada um deles nos fere”, declarou o presidente chileno. Segundo Piñera, um "plano abrangente de recuperação ocular" irá fornecer assistência médica aos que sofreram lesões desse tipo, além de ser oferecida assistência em questões psicológicas, trabalhistas e sociais pois, segundo o Instituto Nacional de Direitos Humanos, há 352 pessoas feridas nos olhos por disparos da polícia.

Outra medida anunciada é a criação de equipe especial do Ministério da Mulher e Equidade de Gênero para ajudar mulheres que relataram violência sexual praticada por homens uniformizados.

Notícias relacionadas