Mundo

Autoridades de Wuhan, epicentro da pandemia de Covid-19 na China, orientam a ficar em casa

Ameaça de reincidência continua alta, segundo Wang Zhonglin, chefe do Partido Comunista local

[Autoridades de Wuhan, epicentro da pandemia de Covid-19 na China, orientam a ficar em casa]
Foto : Ajeng Dinar Ulfiana

Por Metro1 no dia 03 de Abril de 2020 ⋅ 13:00

Mesmo após o relaxamento das regras de isolamento, as autoridades da cidade de Wuhan, epicentro da pandemia do novo coronavírus na China, pediram aos moradores que se mantenham vigilantes e evitem sair de casa. Segundo Wang Zhonglin, chefe do Partido Comunista local, a ameaça de uma reincidência continua alta.

As estritas regras, que impediam que os 11 milhões de habitantes saíssem de casa desde 23 de janeiro, começaram a ser afrouxadas nesta semana.

Os dados mais recentes mostram uma diminuição de casos novos no território da China continental e nenhuma infecção nova na cidade, que é a capital da província de Hubei e foi a mais atingida pelo novo vírus.

O total de infecções na China continental já supera 82,5 mil e o número de mortos passa de 3,3 mil, segundo a universidade americana Johns Hopkins. Em todo o mundo, já são mais de um milhão de casos e 52 mil mortes.

Notícias relacionadas