Mundo

Sem ação coordenada, seis países europeus planejam saída da quarentena

Áustria, Dinamarca, Noruega, República Tcheca e Bélgica, que tomaram medidas de isolamento antes de registrar mortes, devem retomar parcialmente as atividades depois da Páscoa

[Sem ação coordenada, seis países europeus planejam saída da quarentena]
Foto : UME

Por Juliana Rodrigues no dia 08 de Abril de 2020 ⋅ 10:20

Pelo menos seis países europeus já preveem uma data ou já começaram a relaxar parte das medidas de distanciamento implantadas para conter a disseminação do coronavírus. Áustria, Dinamarca, Noruega, República Tcheca e Bélgica anunciaram tentativas de retomar atividades em escolas, lojas e empresas, enquanto a Eslováquia reabriu parte do comércio fechado durante a quarentena. A informação é da Folha.

Os anúncios ilustram na prática a teoria anunciada na segunda (6) pelo diretor-executivo do programa de emergências sanitárias da Organização Mundial da Saúde (OMS), Michael Ryan: a saída do lockdown deve seguir ritmos diferentes em cada país e pode ser um desastre caso não haja planejamento e capacidade técnica de monitorar a evolução dos contágios.

Os cinco países que anunciaram a abertura gradual para depois da Páscoa têm uma taxa de testes por 100 mil habitantes acima da média europeia. Outro fator que ajuda uma retomada mais precoce da economia, como a da Eslováquia, é que nenhum dos outros cinco países que falam em relaxamento teve as unidades de atendimento intensivo sobrecarregadas, e todos têm índices baixos de mortes por coronavírus, em comparação com a população. Além disso, todos eles restringiram o contato entre as pessoas num estágio inicial da pandemia em seus países.

Com exceção da Bélgica, todos adotaram restrições antes mesmo de registrar mortes —sendo que metade deles implantou quarentena total antes que alguém morresse com o coronavírus em seu território.

Notícias relacionadas