Mundo

Caso Madeleine McCann: promotoria diz que há 'prova concreta' de que alemão matou menina

Os promotores, entretanto, não divulgaram detalhes alegando que "isso pode comprometer a investigação"

[Caso Madeleine McCann: promotoria diz que há 'prova concreta' de que alemão matou menina]
Foto : Getty Images

Por Kamille Martinho no dia 16 de Junho de 2020 ⋅ 14:40

Os promotores na Alemanha escreveram para os pais de Madeleine McCann, Kate e Gerry, para dizer que eles possuem "evidências concretas" de que o suspeito Christian B a matou, entretanto, ainda não podem revelar detalhes. De acordo com o jornal "The Sun", os promotores acreditam que revelar as evidências muito cedo pode prejudicar as chances do alemão, de 43 anos, vir a julgamento.

“Escrevemos aos McCann para dizer que Madeleine está morta e explicando que simplesmente não podemos dizer qual é a evidência. Temos evidências concretas de que nosso suspeito matou Madeleine. A polícia britânica foi informada, mas não possui todas as evidências que temos. Não acho que os McCann tenham sido informados de todos os detalhes, mas conhecem os resultados", afirmou o promotor.

O advogado português dos McCann, Rogerio Alves, pediu à polícia alemã que compartilhe as evidências que afirmam ter sobre sua morte. No entanto, o promotor voltou a afirmar que isso vai atrapalhar a investigação.

“Entendo o que o advogado da família McCann está dizendo. Simpatizo com os pais, sei que seria um alívio para eles saberem como ela morreu, mas se lhes revelarmos mais detalhes, isso pode comprometer a investigação", completou

Notícias relacionadas