Mundo

Funcionários da OEA repudiam postagem 'racista e homofóbica' de Arthur Weintraub

"Um latino me disse: 'tenemos que adaptarnos al nuevo normal'. Respondi 'mis huevos en la garganta de quien ha inventado esto'", escreveu o ex-assessor, que assumiu cargo no órgão na última semana

[Funcionários da OEA repudiam postagem 'racista e homofóbica' de Arthur Weintraub]
Foto : Valter Campanato/Agência Brasil

Por Metro1 no dia 25 de Setembro de 2020 ⋅ 12:00

O Comitê de Funcionários da Organização dos Estados Americanos (OEA) repudiou internamente, ontem (24), uma postagem de Arthur Weintraub, irmão do ex-ministro da Educação Abraham Weintraub e ex-assessor especial da Presidência.

Arthur, que assumiu na última semana o cargo de secretário de Segurança Multidimensional do órgão, escreveu ontem no Twitter que, após um latino lhe dizer que teríamos que nos adaptar ao chamado novo normal, respondeu: "Meus ovos na garganta de quem tiver inventado isso".

Na nota interna, obtida pela Folha, a mensagem foi classificada como "racista, homofóbica e vulgar”, além de estar "completamente fora de linha com os objetivos da Secretaria-Geral da OEA".

"Acreditamos que esta mensagem atrai uma atenção negativa não desejada para a organização e deprecia o nosso trabalho como servidores públicos internacionais para promover a democracia, os direitos humanos, a segurança e o desenvolvimento integral no hemisfério", continua.

A nota ainda menciona uma regra do órgão que proíbe explicitamente declarações públicas à imprensa e a outros meios de informação pública que fujam de suas atribuições. O comitê afirma que comunicou sua preocupação diretamente ao secretário-geral, Luis Almagro.

Notícias relacionadas