Polícia

Ex-sócio de banda de pagode foi baleado após recusar cumprimento de Iuri Sheik, diz delegado

Caso ocorreu em uma festa, na cidade de Santo Antônio de Jesus, no domingo (23)

[Ex-sócio de banda de pagode foi baleado após recusar cumprimento de Iuri Sheik, diz delegado]
Foto : Reprodução

Por Adelia Felix no dia 25 de Junho de 2019 ⋅ 18:44

O delegado Edilson Magalhães, coordenador da 4ª Coordenadoria de Polícia do Interior, em Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo Baiano, explicou como teria ocorrido a tentativa de homicídio envolvendo o digital influencer Iuri Sheik, suspeito de atirar no ex-sócio da Black Style, conhecido como Will Silva, durante uma festa do tipo paredão, no último domingo (23).

“Parece que eles já tinham uma rixa. A vítima se recusou a dar a mão. Um foi dar a mão ao outro e por conta disso ocorreu essa fatalidade, essa tentativa de homicídio. […] Ele não ficou na cidade, fizemos diligência no mesmo dia. Rodamos nos locais que poderia estar. Tínhamos a placa do carro e a imagem do veículo. Ele saiu em direção a BR-324, provavelmente em direção a outro interior”, detalhou a autoridade policial durante entrevista ao Jornal da Cidade, na Rádio Metrópole, nesta terça-feira (25).

Nesta manhã, o digital influencer postou uma foto em que aparece chorando e uma outra imagem em que diz na legenda que vai se apresentar. Segundo o delegado, Iuri “já deveria ter se apresentado para dar satisfação à Justiça e aos familiares da vítima”.

Ainda em entrevista, o delegado detalhou que as Polícias Civil e Militar estão empenhadas em encontrá-lo. “Foi emitida uma ordem judicial e tem que ser cumprida. Temos 30 dias para concluir o inquérito, caso seja necessário, a gente pode pedir mais 30 dias”, explicou.

O delegado também descartou a hipótese de ouvir o prefeito da cidade, Rogério Andrade (PSD). Após o ocorrido, foi especulado que o chefe do Executivo Municipal teria convidado Iuri para os festejos do município. “A princípio, não. Porque o fato não tem nada a ver com o evento da prefeitura. Foi um fato fora dos festejos juninos e do ambiente do camarote da prefeitura. Uma situação que foi na rua, no centro da cidade, em frente ao prédio da prefeitura, mas fora da área dos festejos”.

 

Notícias relacionadas