METROPOLE

Quinta-feira, 06 de maio de 2021

Política

'Má vontade' do Ministério da Saúde atrasou vacinação, diz Gabbardo

O coordenador executivo do Centro de Contingência da pandemia em São Paulo explica que a pasta demorou para pagar doses já fornecidas da CoronaVac

'Má vontade' do Ministério da Saúde atrasou vacinação, diz Gabbardo

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por: Luciana Freire no dia 17 de fevereiro de 2021 às 21:30

O coordenador executivo do Centro de Contingência da pandemia em São Paulo, João Gabbardo, criticou, hoje (17), o ministério da Saúde. Segundo ele, há uma "má vontade" do governo federal com a vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Gabbardo explicou que a pasta demorou para pagar pelas doses já fornecidas da CoronaVac. O prazo se esgotava nesta quarta. E o pagamento foi realizado somente na semana passada.

"Se o Ministério da Saúde tivesse boa vontade com o Butantan, não essa má vontade, já poderia ter pago essa parcela no dia 1 do contrato. Com esse recurso, o Butantan teria contratado mais gente e acelerado o processo de vacinação. Acho que ainda existe resistência do Ministério da Saúde para que o Butantan possa aumentar velocidade da produção de vacinas antes que outras vacinas cheguem ao país", disse Gabbardo, em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

TV METRO

Entrevistas

Jessé Souza

Em 05 de maio de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
'Má vontade' do Ministério da Saúde atrasou vacinação, diz Gabbardo - Metro 1