Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Líder do governo na Câmara defende nepotismo na administração pública

"Só porque a pessoa é parente, então, é pior do que o outro? O cara não pode ser onerado por ser parente", disse Ricardo Barros (PP-PR)

[Líder do governo na Câmara defende nepotismo na administração pública]
Foto : Valter Campanato / Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 23 de Fevereiro de 2021 ⋅ 13:20

O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), defendeu o nepotismo e disse ser favorável à contratação de parentes de políticos para cargos públicos. A declaração foi dada em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, publicada hoje (23).

A prática do nepotismo é punida por lei e foi proibida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que aponta violação do princípio constitucional da impessoalidade na administração.

"O poder público poderia estar mais bem servido, eventualmente, com um parente qualificado do que com um não parente desqualificado", disse Barros.

O deputado, que faz parte do Centrão, afirma querer rediscutir o tema no Congresso. Para ele, não há problema na contratação de um parente para  cargos públicos, desde que ele seja qualificado para a função. "Só porque a pessoa é parente, então, é pior do que o outro? O cara não pode ser onerado por ser parente. Se a pessoa está no cargo para o qual tem qualificação profissional, é formada e pode desempenhar bem, qual é o problema?", questionou.

Notícias relacionadas