Domingo, 17 de outubro de 2021

Política

Assessores de Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados sacaram 72% do salário

Segundo reportagem do UOL, os funcionários receberam R$ 764 mil líquidos, entre salários e benefícios, e sacaram um total de R$ 551 mil

Assessores de Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados sacaram 72% do salário

Foto: Isac Nobrega/PR

Por: Juliana Rodrigues no dia 15 de março de 2021 às 09:20

Quatro funcionários que trabalharam para Jair Bolsonaro (sem partido) em seu gabinete na Câmara dos Deputados retiraram 72% de seus salários em dinheiro vivo. Segundo dados obtidos pelo portal UOL, eles receberam R$ 764 mil líquidos, entre salários e benefícios, e sacaram um total de R$ 551 mil.

Os saques foram identificados pela reportagem durante a verificação de documentos e quebras de sigilos bancário e fiscal da investigação do "escândalo da rachadinha". Os dados financeiros abrangem 12 anos, de 2007 a 2018. No período, esses assessores foram nomeados tanto para o gabinete de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) quanto para o de Jair. Dessa forma, é possível saber como movimentaram o contracheque da Câmara dos Deputados.

As operações em dinheiro vivo realizadas pelo quarteto indicam que a prática ilegal de devolução de salários de assessores também ocorreu no gabinete de Jair Bolsonaro, na época em que ele exercia o mandato de deputado federal.

A Presidência da República foi procurada pela reportagem desde a última quarta-feira, por email, telefone e mensagens no WhatsApp, mas não respondeu aos questionamentos.

Assessores de Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados sacaram 72% do salário - Metro 1